Felipe Wu fechou o ano de 2016 com chave de ouro. Vice-campeão olímpico no tiro esportivo, o paulista disputou neste fim de semana (12 e 13) sua última competição na temporada e conquistou o título da Copa Brasil na pistola de ar curta (10 metros). O evento, realizado em Brasília (DF), também contemplou a grande final do Campeonato Brasileiro de Carabina, Pistola e Rifle, onde Felipe faturou a medalha de bronze na pistola de ar longa (50 metros).

“A performance ficou dentro do esperado. Apesar de não estar no ritmo de treino que estava até a Olimpíada, foi tudo bem. Na minha prova principal, pistola de 10m, como eu não tinha pontos suficientes ranking para disputar o Campeonato Brasileiro, acabei atirando apenas valendo a Copa Brasil e consegui o título. Na pistola de 50m talvez poderia ter ido um pouco melhor, mas as condições estavam difíceis no dia, então o 3º lugar também foi um bom resultado”, explicou Felipe Wu.

Depois da prata nos Jogos Olímpicos, duas vitórias em etapas da Copa do Mundo de Tiro Esportivo (Tailândia e Azerbaijão), Felipe Wu espera um 2017 mais tranquilo de provas, porém técnicamente mais intenso. “O foco é mais na Copa do Mundo e fazer ajustes no equipamento para o Mundial de 2018. Tirei alguns dias de férias após a Rio2016 e agora passo o fim do ano treinando mais forte para chegar bem preparado em 2017. Final de janeiro já tenho uma competição na Alemanha, então vou intensificar um pouco mais a preparação”, planeja Felipe Wu.

Troféu Gustavo Kuerten

Mesmo já sem nenhum compromisso oficial programado, Felipe Wu ainda pode ter um belo “presente de natal”. Criado em 2008, o Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte homenageia atletas, entidades, técnicos e equipes que se destacaram ao longo do ano. O atirador foi indicado pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo e concorre com outros 15 atletas, de várias modalidades. A votação é aberta ao público e já está disponível site do prêmio – http://www.trofeuguga.sc.gov.br/index.php/votacao. A cerimônia de entrega do troféu será no dia 30, às 19 horas no Teatro Pedro Ivo, em Santa Catarina.

O medalhista olímpico

Neto de chineses e filho de atiradores, Felipe Wu entrou para a história do esporte brasileiro ao romper um jejum histórico de 86 anos sem medalha olímpica para o País no tiro esportivo, conquistando a prata nos Jogos do Rio 2016. O atirador, especialista na pistola de ar de 10 metros, também foi campeão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 na categoria. O atleta ainda tem entre suas conquistas medalhas de ouro nos Jogos Sul-Americanos de Santiago 2014 e Medellín 2010 e a prata nos Jogos Olímpicos da Juventude de Singapura 2010.

Desde 2013, Wu é terceiro sargento do Exército Brasileiro e integra o Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR), criado pelo Ministério da Defesa para auxiliar o financiamento de atletas no País. O atleta é estuda engenharia aeroespacial na Universidade Federal do ABC.