Depois de fazer história nos Jogos do Rio 2016, o vice-campeão olímpico Felipe Wu será o destaque da final do Campeonato Brasileiro de Carabina, Pistola e Rifle, em Brasília (DF), neste fim de semana (12 e 13). O atleta estará na disputa da pistola de ar nas categorias curta (10 metros) e longa (50 metros). A competição vale a liderança do ranking brasileiro de tiro esportivo e ainda consagrará o campeão da Copa Brasil, realizada simultaneamente. “A minha temporada foi toda voltada para os Jogos do Rio 2016, com participação mais em etapas da Copa do Mundo, por isso não vou pontuar no ranking nacional na pistola de 10 metros. A expectativa é de ser campeão da Copa Brasil”, explicou Felipe Wu.

Felipe Wu venceu duas etapas da Copa do Mundo de Tiro Esportivo, em Bangkok, Tailândia, e Baku, Azerbaijão. As vitórias, somadas à prata nos Jogos do Rio 2016, renderam ao atirador a vice-liderança no ranking mundial na categoria pistola de 10 metros, atrás apenas do vietnamita Xuan Vinh Hoang, campeão no Rio. No Brasil, o atirador é o terceiro colocado e lidera outro ranking, o da pistola de ar na categoria longa (50 metros). “No ano que vem, quero me dedicar mais a essa categoria, e ser tão bom nos 50 metros como nos 10 metros”, planeja Felipe Wu.

Troféu Gustavo Kuerten

A melhor temporada da carreira de Felipe Wu ainda pode ser coroada com o Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte. Criado em 2008, o Troféu Gustavo Kuerten homenageia atletas, entidades, técnicos e equipes que se destacaram ao longo do ano. O atirador foi indicado pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo e concorre com outros 15 atletas, de várias modalidades. A votação é aberta ao público e já está disponível site do prêmio – http://www.trofeuguga.sc.gov.br/index.php/votacao. A cerimônia de entrega do troféu será no dia 30, às 19 horas no Teatro Pedro Ivo, em Santa Catarina.

Estou muito feliz com a indicação da Confederação Brasileira, e com uma expectativa ainda maior porque a escolha é feita pelo público. Tomara que eu seja escolhido, seria uma forma muito bacana de encerrar este ano“, diz o atleta, na torcida também pela namorada, a atiradora Rosane Budag, que concorre ao troféu como melhor atleta feminina.

O medalhista olímpico

Neto de chineses e filho de atiradores, Felipe Wu entrou para a história do esporte brasileiro ao romper um jejum histórico de 86 anos sem medalha olímpica para o País no tiro esportivo, conquistando a prata nos Jogos do Rio 2016. O atirador, especialista na pistola de ar de 10 metros, também foi campeão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 na categoria. O atleta ainda tem entre suas conquistas medalhas de ouro nos Jogos Sul-Americanos de Santiago 2014 e Medellín 2010 e a prata nos Jogos Olímpicos da Juventude de Singapura 2010.

Desde 2013, Wu é terceiro sargento do Exército Brasileiro e integra o Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR), criado pelo Ministério da Defesa para auxiliar o financiamento de atletas no País. O atleta é estuda engenharia aeroespacial na Universidade Federal do ABC.